Partida de motores bifásicos em duas tensões com circuito de ligação

Partida de motores bifásicos são muitos utilizados nas zonas rurais , que nada mais são do que um motor monofásico em que o neutro é substituído por outra fase, esses motores, geralmente, podem ser encontrados com potências de até 15HP. ás vezes, dependendo do tipo de carga que o motor irá movimentar, não é possível fazer uma partida direta, então podemos recorrer a um artifício que reduz a corrente na partida, a base teórica desta chave é o fato de que esses motores possuem duas tensões nominais: a menor e a maior e os sistemas bifásicos também possuem duas tensões nominais: a menor (fase-neutro) e a maior (fase-fase).

Relação entre essas duas tensões é sempre uma sendo o dobro da outra , o objetivo deste circuito  é ligar o motor na tensão maior e dar a partida na tensão menor da rede e, logo em seguida, comutar para a tensão maior. note que, ligando o motor na tensão maior e aplicando nele a tensão menor, ele estará partindo em potência menor, com isso consegue-se reduzir a corrente na partida.

Partida de motores bifásicos esquema de ligaçãoPartida de motores bifásicos

Partida de motores bifásicos funcionamento do circuito

O funcionamento deste circuito é relativamente simples, porem é preciso dar uma breve explicação a respeito de alguns pontos, em primeiro lugar, podemos observar como foi ligado o relé térmico e o contator C2, podemos ver que todos os três pólos são utilizados. O relé térmico iria desarmar se um dos pólos não fosse utilizado. O funcionamento do circuito é o seguinte:

  • Inicia-se pressionado BL e a conseqüente ligação do temporizador RT1 e do contator auxiliar CA1;
    – A alimentação de CA1 é mantida através do contato NA do mesmo contator ligado em paralelo com BL
    (contato selo);
  •  Antes que RT1 atinja o tempo setado, o contator C1 liga e, em conseqüência C2 fica impedido de ligar
    devido ao uso do contato NF de C1 ligado em série com a alimentação de C2;
  •  Nesta situação é aplicada ao motor a tensão menor (fase-neutro). O motor deve estar ligado na tensão
    maior;
  •  Decorrido o tempo setado no temporizador, o contato reversível dele mesmo comuta e C1 é desligado e
    C2 é ligado;
  •  Nesta situação o motor estará recebendo a tensão nominal (fase-fase) e, portanto, desenvolvendo a
    potência nominal.
  • Podemos observar que somente na ligação final o relé térmico entra no circuito, enquanto o motor estiver em
    potenciam menor, o relé térmico não está no circuito.

 

 

 

 

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *